Sistema de delivery: como ele pode auxiliar o seu empreendimento em tempos de quarentena

Com o novo cenário decorrente do coronavírus, em que as medidas de isolamento acertaram vários negócios em cheio, uma das soluções que pode auxiliar a saúde das empresas é a aplicação e divulgação de um sistema de delivery.
 Colocar ele em prática de forma satisfatória tanto para a empresa quanto para o cliente demanda planejamento e alguns cuidados! Confira algumas dicas de como começar

Explore os formatos

Nem só de aplicativos de entrega vive o delivery. O Whatsapp, em sua versão para negócios, permite montar um catálogo de produtos e atender diretamente os pedidos. Caixas de mensagem de redes sociais, como Instagram e Facebook, também facilitam o contato direto com o cliente. Existem ainda plataformas como o ZapCommerce e Olist, que facilitam o processo de venda por redes sociais.
Importante manter o telefone como um canal de pedidos.
Lembre-se de abrir apenas a quantidade de canais que você e sua equipe forem capazes de administrar. De nada adianta ter várias frentes se os clientes acabam ficando sem resposta. Além disso, treine rapidamente a pessoa que irá ficar responsável por tirar esses pedidos e mantenha uma lista de perguntas e respostas frequentes sempre à mão!

Para os negócios que ainda não estão na internet, fazer um cadastro no Google Meu Negócio é uma boa opção. A plataforma mostra informações como telefone, endereço e site das empresas na plataforma de busca e no Google Maps.

Defina o meio de entrega do seu delivery

Quem optar por aplicativos de entrega de comida ou delivery para entrega de mercadorias, avalie e compare as taxas dos serviços. Se o negócio for menor, é possível realizar as entregas internamente, podendo diminuir ou zerar o valor da taxa para o cliente.

Pagamento

No caso do coronavírus, o ideal é evitar o recebimento em dinheiro. Prefira opções como a maquininha e transferências bancárias. Existem outras opções no mercado: aplicativos como o Picpay, por exemplo, facilitam o pagamento e evitam o contato. Esta e outras ferramentas costumam cobrar taxas de pessoa jurídica, por isso é importante analisar os custos antes de colocar as opções em prática.
Atenção também com os golpes, principalmente para casos de transferência bancária. Garanta sempre que o pagamento foi efetuado corretamente para evitar surpresas.

Cuidados essenciais no delivery

Cada modelo de negócio tem suas particularidades. A nota fiscal, por exemplo, deve ir junto com o produto. É importante ter provas de que o cliente recebeu o pedido, como um recibo assinado ou uma foto. O empreendedor deve prestar atenção no Código de Defesa do Consumidor, que prevê o direito à devolução de itens comprados online em até sete dias – o chamado direito de arrependimento.

Foco na higiene

No caso do coronavírus, a atenção à higiene é fundamental para manter funcionários e clientes seguros. Redobre os cuidados na manipulação dos seus produtos, principalmente se você estiver no ramo alimentício. Atenção também no processo de entrega: os cuidados com higiene demonstram seriedade e comprometimento, o que tranquiliza e fideliza o cliente.

Aposte na comunicação

Seus clientes agora precisam saber que há uma nova forma de vendas no seu negócio. Use as redes sociais para garantir uma divulgação sobre a novidade e aproveite para mostrar os produtos e os cuidados com a higiene.

Faça planos a longo prazo

O delivery é a solução ideal para se adaptar a realidade do mercado. Para médio e longo prazo, considere aderir ao comércio eletrônico por marketplaces ou e-commerce.

Fonte: https://revistapegn.globo.com/Banco-de-ideias/Varejo/noticia/2020/03/coronavirus-como-estruturar-um-sistema-de-delivery-e-continuar-vendas.html

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat