Mês de julho confirma aumento da procura por turismo de natureza.

Segmento foi motivação da viagem de 18,6% de turistas internacionais e 25,6% dos visitantes domésticos

Aposta do Ministério do Turismo e de especialistas do setor, o turismo de natureza vem ganhando força na escolha dos brasileiros na hora de viajar. Dados de um levantamento realizado pela Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa) apontam crescimento na busca por locais que proporcionam maior conexão com a natureza. Entre os destinos mais procurados estão o de sol e praia, sendo quatro deles na região Nordeste: Porto de Galinhas (PE), Salvador (BA), Maceió (AL) e Porto Seguro (BA).

O ministro do Turismo, Gilson Machado Neto, ressaltou o diferencial do Brasil para o segmento, sendo o único país do mundo que possui seis biomas, além de ofertar diversos atrativos naturais. “A expectativa é de que essa procura cresça ainda mais entre os turistas. Estamos com a campanha de turismo de natureza no ar mostrando aos brasileiros as nossas belezas, que muitos não conhecem. Além disso, nossa intenção é promover um turismo mais sustentável e inclusivo no país” disse o ministro.

De acordo com dados do Ministério do Turismo, o segmento foi o principal motivo de viagem para 18,6% dos turistas internacionais em 2019. O mesmo se aplica à demanda doméstica, medida pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD-C), que analisou 21,4 milhões de viagens realizadas nos domicílios brasileiros no mesmo ano. O levantamento revelou que 86,5% dos deslocamentos ocorreram por motivos pessoais e 13,5% por motivos profissionais. Das viagens por motivo pessoal, 31,5% estavam em busca de lazer e, dentro deste universo, 25,6% tiveram como objetivo o ecoturismo e viagens de aventura.

Segundo o presidente da Braztoa, Roberto Haro Nedelciu, a tendência é de que a procura aumente no decorrer do segundo semestre, acompanhando a maior sensação de segurança dos turistas. “O mercado segue uma tendência animadora e isso tem ligação com a curva ascendente da sensação de segurança das pessoas, somada à demanda reprimida de viagens e à série de promoções que estão em vigor atualmente – e que não devem durar muito tempo. Estamos em um momento de excelentes oportunidades para quem quer garantir sua viagem para embarques futuros, fator que contribui para uma movimentação positiva do setor. É preciso que todos, viajantes e profissionais do turismo, se mantenham atentos e aproveitem as oportunidades”.

TURISMO DE NATUREZA – O turismo de natureza vem despontando no país. Pesquisas apontam um crescimento na busca por destinos deste segmento e por atividades ao ar livre. Levantamento da Booking.com mostra, por exemplo, que 9 em cada 10 viajantes brasileiros passaram a buscar destinos mais tranquilos e mais afastados, o que reforça a ideia do turismo de natureza.

Neste mês, o Ministério do Turismo já havia lançado uma radiografia do turismo náutico no país, destacando a forte vocação do Brasil para o desenvolvimento e consolidação de atividades praticadas em água, que também possibilitam o contato com a natureza. Sobretudo, devido aos 8.500 quilômetros de litoral, 35 mil quilômetros de rios e canais navegáveis e mais 9.260 quilômetros de margens de reservatórios de água doce, lagos e lagoas, além de um clima propício ao esporte e ao lazer náutico.

 

Fonte: Ministério do Turismo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

WhatsApp chat