logotipo
seja socio do sindicato
contribuição online
Acesse a contribução on-line

Notícias

  • 16/06/2017

    Comissão de Turismo ouve demandas e sugestões do trade turístico paranaense

    Comissão de Turismo ouve demandas e sugestões do trade turístico paranaense
    Fonte: Assessoria de imprensa da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep)

    O deputado Ney Leprevost (PSD), presidente da Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa do Paraná (Alep), comandou na manhã desta terça-feira (13) uma reunião com representantes do trade turístico paranaense para ouvir as demandas, reivindicações e solicitações do setor para o desenvolvimento da atividade no estado. Participaram lideranças de sindicatos, associações e federações que apresentaram suas pautas para atrair mais turistas, como a criação de um fundo específico para o turismo no Paraná.

    De acordo com Ney Leprevost, algumas sugestões podem ser levadas pelo grupo de parlamentares ao Governo do Estado, como a que propõe a redução do ICMS sobre o óleo diesel usado nos aviões nos aeroportos paranaenses, o que geraria dificuldades para a expansão dos voos comerciais às cidades polo com grande potencial turístico. “Muitas companhias aéreas não querem abastecer em Foz do Iguaçu, por exemplo, e nós vamos pleitear junto ao Governo do Estado uma redução do imposto em relação ao diesel, para aumentar os voos e barateá-los”, explicou.

    Esta demanda foi apresentada na mesa de reuniões do Auditório Legislativo da Assembleia também pelo presidente do Sindicato Empresarial de Hospedagem e Alimentação (Seha), João Jacob Mehl. Segundo ele, o mais urgente para o turismo paranaense é a criação de um fundo próprio gerido pelo Poder Executivo para suprir necessidades como a divulgação do estado em todo Brasil e no exterior. “O Estado não tem hoje condições de enviar funcionários para fora porque não tem receita, não tem verba. Nós precisamos que esta receita seja criada permanentemente para divulgar melhor nosso potencial turístico”, afirmou.

    A diretora de Administração e Finanças da Secretaria de Estado de Esporte e Turismo, Marilda Keller Zarpelon, afirmou que o orçamento para a promoção das atrações turísticas em grandes feiras internacionais é insuficiente. Destacou, porém, que o estímulo às políticas públicas para o setor coloca o Paraná em quarto lugar em organização, regionalização e desenvolvimento do turismo entre os estados brasileiros. Sobre a criação de um fundo específico, a diretora explicou que a secretaria trabalha em um pré-projeto que deve em breve ser enviado para a análise da Assembleia. “É fundamental porque vai trazer recursos não vinculados, que vão poder ser utilizados independentemente das condições financeiras do Estado como um todo, porque serão destinados apenas ao turismo, sem divisão para outras atividades como a educação, saúde e segurança”, explicou.

    O deputado Anibelli Neto (PMDB), membro titular da Comissão de Turismo e que presidiu o grupo na legislatura passada, participou da reunião com sugestões para atender principalmente os pequenos municípios, com regionalização do turismo rural e religioso. Foram expostas pelos representantes das entidades ainda as preocupações com as agendas para a retomada dos Centros de Convenções, localizados em Curitiba, Caiobá e Foz do Iguaçu; mais clareza nas regras de licitação de eventos no estado; criação de um batalhão da Polícia Militar (PM/PR) para atuar em áreas de grande concentração turística; e fortalecimento do turismo rodoviário, com ações para facilitar o tráfego de ônibus nas regiões de grande potencial turístico.